Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Notícias e Dicas de Saúde
     
Notícia - A melhor alimentação para fibromialgia A melhor alimentação para fibromialgia

Conhecer a melhor alimentação para a fibromialgia pode ser uma forma de lidar com os sintomas desse quadro. A fibromialgia é uma doença crônica e reumatológica que causa dor generalizada pelo corpo, sendo capaz de indispor a pessoa de qualquer atividade, até mesmo do simples ato de dormir, pois as dores chegam a ser insuportáveis.

Pode ser difícil diagnosticar porque muitos de seus sintomas são semelhantes aos de outras condições. Também pode ser difícil de tratar. A alimentação pode ajudar, mas é importante consultar procurar orientação médica especializada em tratamento da fibromialgia.

Alimentação para fibromialgia

Tenha uma dieta equilibrada

Manter uma dieta equilibrada é uma boa ideia para qualquer pessoa, independentemente da fibromialgia. Essa dieta deve incluir frutas e vegetais frescos, grãos integrais, gorduras saudáveis como abacate e azeite. Evite alimentos não saudáveis, incluindo qualquer coisa processada ou frita, e quantidades excessivas de gorduras saturadas. Além disso, limite a quantidade de sal e açúcar em sua dieta.

Prefira alimentos que dão energia

A fibromialgia pode causar a sensação de cansaço e desgaste. Mas alguns alimentos podem melhorar a disposição. Evite doces, pois darão um rápido aumento de açúcar, seguido por uma queda brusca. Em vez disso, combine proteínas ou gorduras com carboidratos para diminuir sua absorção. Escolha alimentos frescos e integrais, ricos em fibras e com baixo teor de açúcar, como:

- Amêndoas e outras nozes e sementes;
- Brócolis;
- Feijões (feijão, lentilha, grão-de-bico, ervilha);
- Tofu;
- Aveia;
- Folhas verdes escuras;
- Abacate;
- Açafrão;
- Quinoa;
- Azeite;
- Canela.

Evite laticínios

Alguns estudos analisaram como certas dietas afetam a fibromialgia. Há evidências de que seguir uma dieta rica em antioxidantes vegetais, pode oferecer algum alívio dos sintomas. Um estudo em Medicina Alternativa e Complementar descobriu que as pessoas que seguiam uma dieta vegetariana principalmente crua tinham menos dor.

Limitar o consumo de laticínios pode ajudar a aliviar os sintomas de fibromialgia. Isso ocorre porque muitos produtos lácteos contêm gordura saturada. As pessoas devem tentar optar por versões com pouca gordura ou alternativas de laticínios, como leite de soja.

Evite alimentos que desencadeiam a fibromiagia

Embora não exista uma “ alimentação para a fibromialgia” única, estudos revelam que certos ingredientes ou tipos de alimentos podem ser problemáticos para quadros de fibromialgia. Esses incluem:

- FODMAPs;

- Alimentos que contenham glúten;

- Aditivos alimentares ou produtos químicos alimentares;

- Excitotoxinas.

Algumas pessoas confirmam que se sentem melhor quando comem - ou evitam - certos tipos de alimentos. Pode ser necessário manter um diário alimentar para descobrir quais alimentos parecem desencadear ou melhorar seus sintomas. Leia para aprender sobre os alimentos que podem afetar negativamente seus sintomas.

Consuma alimentos anti-inflamatórios

Há evidências que sugerem que a adoção de uma alimentação anti-inflamatória pode ajudar as pessoas com dor crônica. Uma dieta anti-inflamatória não é um plano alimentar específico, mas suas diretrizes podem ajudar as pessoas a fazer escolhas adequadas. Veja uma lista:

FODMAPs

Oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis (FODMAPs) são certos carboidratos fermentados por bactérias intestinais no trato digestivo e podem promover sintomas de fibromialgia em algumas pessoas. Um estudo descobriu que pessoas com fibromialgia apresentaram melhor nos sintomas e na qualidade de vida e perderam peso ao seguir uma dieta baixa em FODMAP.

Sensibilidade ao glúten

Um estudo mostrou que a sensibilidade não celíaca ao glúten pode ser uma causa subjacente da fibromialgia. Pacientes com fibromialgia testaram negativos para a doença celíaca ainda tiveram melhorias significativas nos indicadores de dor e / ou qualidade de vida ao seguir uma dieta sem glúten.

Excitotoxinas e outros aditivos alimentares

De acordo com a Arthritis Foundation, aditivos alimentares chamados excitotoxinas podem piorar alguns dos sintomas da fibromialgia. Exemplos destes incluem glutamato monossódico, que é um intensificador de sabor, e aspartame, que é um adoçante artificial.

Pesquisas realizadas em 2012 descobriram que pessoas com fibromialgia e síndrome do intestino irritável (SII) que deixaram de usar glutamato mossódico e aspartame tiveram uma redução de 30% nos sintomas. No entanto, os sintomas retornaram quando começaram a consumir esses aditivos novamente.

Em 2016, a revista Pain Management relatou que a eliminação em um mês de aspartame, glutamato monossódico (MSG) e proteínas alteradas - como as encontradas em isolados de proteínas e proteínas hidrolisadas - resultou em melhorias da dor da fibromialgia. Quando os pacientes adicionaram essas substâncias de volta às dietas, seus sintomas retornaram ou pioraram.

Mantenha o peso saudável

Outro benefício de comer uma dieta saudável é que ela pode ajudar a manter seu peso sob controle. Um estudo da revista Clinical Rheumatologydes mostrou que pessoas com fibromialgia que também são obesas desfrutavam de uma melhor qualidade de vida quando perdiam peso. Elas tinham menos dor e depressão, menos pontos sensíveis e dormiam melhor depois de perder alguns quilos. Este estudo sugere que a perda de peso pode ser uma parte importante do tratamento da fibromialgia.

Magnésio para a fibromialgia

É possível que haja uma conexão entre a deficiência de magnésio e a fibromialgia. Tente consumir alimentos ricos em magnésio para melhorar seus níveis de magnésio.

Fonte: eCycle


 
 
Leia também
26
novembro
Chá verde emagrece e acelera o metabolismo: veja como consumir

26
novembro
Dicas para praticar exercícios físicos no verão

26
novembro
Saúde cerebral: os 3 pilares para manter a mente jovem

18
novembro
Aveia solta o intestino? Especialista explica como o cereal age no organismo

 
Documento sem título
 
 
 
Telefone:
(19) 3234-2387
(19) 2121-1230
 
 
WhatsApp:
(19) 98211-6347
 
 
Endereço:
Rua Barata Ribeiro, 504
Vila Itapura - Campinas - SP
 
 
Nossos Horários:
Seg à sex: 8h às 18h
Sábados: 8h às 12h
 
Razão Social: Margonari e Cia LTDA | CNPJ: 10.739.335/0001-80 | Farmacêutica Responsável: Isabella C.S. Augusto Margonari | CRF: 35892
AFE nº 0.642128.3 | Certidão de Regularidade: CFF: 53770 | Licença VISA Campinas nº 350950225-477-000285-1-7
Copyright © 2012 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet