Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Notícias e Dicas de Saúde
     
Notícia - Dieta detox: como fazer e cuidados necessários Dieta detox: como fazer e cuidados necessários

Desintoxicar implica eliminar o acúmulo de substâncias indesejáveis e venenosas no organismo. Parece assustador, mas, na verdade, é o que acontece em nosso corpo quando os alimentos que consumimos estão repletos de corantes, aditivos, conservantes, agrotóxicos... uma série de toxinas que muitas vezes fazem parte da nossa alimentação cotidiana, nem sempre muito saudável.

As consequências do acúmulo dessas substâncias tóxicas no organismo incluem dores de cabeça frequentes e uma constante sensação de fadiga e desânimo. Esses são apenas alguns dos fatores que impedem um sono reparador e causam o mau funcionamento do sistema digestivo, um dos responsáveis pelo surgimento dos indesejáveis quilinhos extras.

O que é uma dieta detox

A dieta detox consiste em seguir uma alimentação que elimine o excesso de toxinas, reequilibrando o organismo. Com isso, o processo de emagrecimento passa a ser uma consequência natural. Seguindo a dieta corretamente, pode-se perder cerca de três quilos em uma semana.

Essa dieta pode ser feita para situações específicas, como, por exemplo, quando seu corpo percebe que você passou da conta nas festas de fim de ano. Afinal, não é fácil resistir às delícias típicas do Natal e do réveillon.

Comer menos nos dias seguintes e evitar bebidas alcoólicas não são suficientes para desintoxicar o organismo em pouco tempo. Então, você precisa beber bastante água e sucos – sempre indicados para a reidratação –, além de consumir alimentos que acelerem esse processo e ajudem seu organismo a se livrar rapidamente das toxinas que resultam do excesso de comidas gordurosas, doces e bebidas alcoólicas.

Alimentos detox

Segundo especialistas, estes são os principais alimentos que agem no processo de desintoxicação do organismo. Eles podem ser consumidos de várias formas, nas diversas refeições do dia:

Abacaxi, abóbora, abobrinha, alface, alho, amora, aspargo, azeite de oliva, batata-doce, beterraba, brócolis, castanhas, cebola, cereais integrais, chá-verde, couve, espinafre, figo, gengibre, inhame, kiwi, lentilha, lima, limão, maçã, mamão, melão, nectarina e pera.

Alimentos a serem evitados

E aqueles que contribuem para a intoxicação do corpo e devem ser evitados a todo custo incluem: açúcar, adoçantes, alimentos industrializados, produtos diet e light, bebidas alco-ólicas, biscoitos, pães, café, carnes, chocolate, doces, farinhas, geleias, leite e derivados (creme de leite, manteiga, nata e queijo), mel, refrigerantes, ovos, óleo e sal.

Por que fazer a dieta detox?

Reequilibrar o funcionamento do organismo facilita o processo de desintoxicação, e a alimentação com líquidos é uma boa opção para este fim. Os profissionais de nutrição recomendam sopas (quentes ou frias) e chás. Com uma dieta à base de líquidos, no período máximo de três dias, você pode reduzir até três quilos.

As toxinas que agridem a saúde são combatidas naturalmente pelo nosso corpo. No entanto, quando há uma sobrecarga dessas toxinas ou a falta de nutrientes que auxiliem essa eliminação, o organismo começa a emitir sinais de alerta. Os mais comuns são cansaço, enxaqueca, má digestão e insônia.

Acumuladas no organismo, as toxinas prejudicam a pele, a disposição e também o controle da balança. Ao combater a retenção de líquido e desinchar, além de queimar gordurinhas, você estará contribuindo para o reequilíbrio do corpo.

Como fazer um detox

O processo de desintoxicação ocorre principalmente no fígado. Ele é fundamental na metabolização de nutrientes e na limpeza das substâncias tóxicas. O fígado faz isso de forma natural, mas não funciona adequadamente quando está sobrecarregado.

Você pode tanto prevenir quanto combater o mal-estar, e ainda melhorar seu humor, desfrutando dos sucos detox e dos sucos verdes. A sobrecarga de toxinas é nociva ao organismo como um todo, mas podemos dar uma mãozinha quando o corpo fica mais debilitado por conta desses excessos de fim de semana ou de fim de ano.

Uma forma efetiva de manter a boa forma é ficar distante dos alimentos que sejam de difícil digestão e dos produtos industrializados, que contêm substâncias prejudiciais, como corantes e conservantes, presentes em sucos de caixinha e refrigerantes.

Para acelerar a perda de peso, a desintoxicação pode ser estimulada com vários ingredientes naturais, como as folhas verde-escuras, em especial a couve, o gengibre, o própolis e bastante água.

O que evitar

A cafeína contém substâncias estimulantes que comprometem o sistema de eliminação de toxinas. Portanto controle seu consumo de café.

Por ser de lenta digestão, a carne vermelha interfere na flora bacteriana intestinal e contém substâncias que agravam o processo inflamatório do corpo, dificultando a eliminação de toxinas.

Alimentos com glúten não são recomendados, porque essa substância adere à parede do intestino, dificultando a absorção dos nutrientes e a eliminação de toxinas, e reduzindo o funcionamento intestinal. Então, tome cuidado. Nesse momento importante de limpeza, evite seu consumo até que a ordem seja restabelecida em seu organismo. Hoje, a indústria alimentícia oferece uma série de produtos sem glúten.

Já o leite e seus derivados contêm proteínas de difícil digestão e de alto poder alergênico. Essas proteínas também levam a um aumento no processo inflamatório do organismo, sobrecarregando todas as suas funções. Devemos evitar esse tipo de alimento para não comprometer o funcionamento geral da fábrica que é o nosso corpo, que trabalha interagindo fisiologicamente como um todo, executando os diversos processos indispensáveis à vida.

Cuidados durante a dieta detox

Nutricionistas alertam que dietas muito restritivas não devem, de modo algum, ser seguidas por muito tempo. Repetimos: qualquer processo de emagrecimento que envolva restrição de nutrientes precisa ser acompanhado por um profissional. Mais do que os números da balança, o que está em jogo é a sua saúde.

A gordura abdominal provocada pelo excesso de peso é um reflexo da inflamação causada pela ingestão de substâncias que intoxicam o organismo. A gordura externa é a visualização desse estado inflamatório.

Nesses casos, mais do que em qualquer outra dieta de emergência, a dieta detox é a que pode ajudar mais, uma

vez que ela funciona como um mecanismo purificador do organismo, e que, por ser desintoxicante, desencadeia a ação natural da perda de gordura e de peso.

E é justamente essa gordura excedente a mais resistente, a mais difícil de se queimar, mesmo com uma dieta de restrição severa ou com a prática regular de atividade física. O problema não é simples: a intoxicação é acompanhada pela má digestão e pelos consequentes problemas intestinais, trazendo os inevitáveis efeitos: estresse, insônia e males do gênero.

O acúmulo de gordura na região abdominal também prejudica o funcionamento das glândulas do corpo, o que afeta a produção dos hormônios da fome e da saciedade, aumentando o desejo de comer compulsivamente. Ou seja, além da intoxicação do organismo, o cenário está pronto para ganhar ainda mais peso.

O excesso de gordura no corpo já é considerado um processo inflamatório, que pode acarretar o desenvolvimento de alterações no metabolismo ou até mesmo o surgimento de doenças, como o diabetes. É uma situação muito preocupante, que exige que tomemos medidas de reequilíbrio do nosso organismo.

Agora é com você. Os alimentos da dieta detox podem ser consumidos no seu dia a dia, trazendo muitos benefícios. Eles são nutritivos, mas lembre-se de que a detox emergencial, por sua característica restritiva, não deve ser adotada de forma contínua, pois o benefício imediato pode se transformar no inimigo a longo prazo. Ela deve ser realizada apenas por um período curto de tempo, preferencialmente em até sete dias, como um incentivo para a reeducação alimentar à qual você logo dará início.

A desintoxicação deve ser acompanhada de uma suplementação nutricional com fitoterápicos, vitaminas e minerais. Busque a orientação de um profissional antes de iniciar qualquer dieta.

Fonte: Seleções


 
 
Leia também
26
novembro
Chá verde emagrece e acelera o metabolismo: veja como consumir

26
novembro
Dicas para praticar exercícios físicos no verão

26
novembro
Saúde cerebral: os 3 pilares para manter a mente jovem

18
novembro
Aveia solta o intestino? Especialista explica como o cereal age no organismo

 
Documento sem título
 
 
 
Telefone:
(19) 3234-2387
(19) 2121-1230
 
 
WhatsApp:
(19) 98211-6347
 
 
Endereço:
Rua Barata Ribeiro, 504
Vila Itapura - Campinas - SP
 
 
Nossos Horários:
Seg à sex: 8h às 18h
Sábados: 8h às 12h
 
Razão Social: Margonari e Cia LTDA | CNPJ: 10.739.335/0001-80 | Farmacêutica Responsável: Isabella C.S. Augusto Margonari | CRF: 35892
AFE nº 0.642128.3 | Certidão de Regularidade: CFF: 53770 | Licença VISA Campinas nº 350950225-477-000285-1-7
Copyright © 2012 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet